Após o sucesso do primeiro transplante de um coração de porco em um homem, cientistas alemães agora planejam clonar e criar porcos geneticamente modificados para serem doadores de coração para humanos. A equipe da Universidade Ludwig-Maximilians (LMU) em Munique pretende ter a nova espécie, modificada da raça da ilha de Auckland, pronta para testes de transplante até 2025.

“Nosso conceito é avançar com um modelo mais simples, ou seja, com cinco modificações genéticas”, disse Eckhard Wolf, cientista responsável pelo projeto. O trabalho ainda desencadeou um grande debate no país, que possui uma das menores taxas de doação de órgãos da Europa, além de um forte movimento pelos direitos dos animais.

Wolf pesquisa transplantes de animais para humanos — conhecidos como xenotransplantes — há 20 anos. Segundo ele, a primeira geração deve nascer este ano e seus corações serão testados em babuínos antes que sejam feitos testes clínicos em humanos.

(Com informações Forbes)