Você sabe o que é a Starlink? Trata-se de um programa criado pela SpaceX, fundada por Elon Musk, e tem o objetivo de oferecer internet banda larga de alta potência, através de satélites, em todo lugar, até nas regiões mais remotas, como é o caso das propriedades rurais. Recentemente a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou as operações da Starlink no Brasil.

A grande vantagem deste serviço é a possibilidade de ter uma internet de alta velocidade até mesmo em áreas remotas, como as áreas rurais. Serão oferecidos planos de 250 Mbps até 500 Mbps. Mas, apesar de toda essa facilidade, os custos desse serviço ainda são muito altos. Além valor mensal, é necessária a aquisição da antena de comunicação com os satélites.

Por exemplo, o valor do plano mais básico é de US $99/mês (R $527,52/mês) e a antena tem um valor de US $499 (R $2658,92). O plano Premium, por sua vez, necessita de uma antena mais elaborada, que custa US $2500 (R $13.321,25) e com mensalidade de US $500 (R $2664,25/mês). É importante lembrar, que esses preços são conversões diretas dos valores cobrados pela empresa e não considera possíveis impostos ou adequações nacionais.

Segundo a agência, há um limite de 42 mil satélites que poderão ser colocados em órbita para atender o Brasil. O objetivo é que a Startlink comece a oferecer os planos via satélite até juho deste ano.

Conheça melhor o Starlink

A rede de satélites do Starlink é composta por centenas de aparelhos que viajam na baixa órbita do planeta (550 km de altitude), formando uma verdadeira malha ao redor da Terra. Essa rede se comunica entre si e transmite o sinal para pequenas antenas instaladas na propriedade.

A atual dificuldade de conexão enfrentada pelos produtores rurais é o que torna a conexão via satélite viável. Porém, vale ressaltar que apesar da tecnologia de ponta ser a melhor opção, ela ainda é muito cara se comparada aos padrões nacionais.

(Com informações de Agrolink)