Ter robôs à disposição, que fazem todos os trabalhos para o ser humano, está prestes a deixar de ser realidade somente em desenhos como “Os Jetsons” para ser uma realidade cada vez mais próxima. Isso porque a Carles Sturt University e a empresa de tecnologia Food Agility, ambas da Austrália, anunciaram o plano de criar uma fazenda inteligente, que vai operar sem a presença humana.

A Fazenda Digital Global será a primeira fazenda comercial totalmente automatizada da Austrália. A ideia dos idealizadores é desenvolver a agricultura do futuro nos próximos três anos, quando infraestrutura digital e de telecomunicações será criada, desenvolvendo a agricultura sustentável e melhorando as práticas agrícolas no país.

Tratores e colheitadeira autônomos, robôs agrícolas, práticas de biosegurança, sensores de inteligência artificial que mensuram a interação entre plantas, solo e animais, mensuração de carbono e programas de inteligência artificial para o gerenciamento da fazenda fazem parte do planejamento da fazenda inteligente.

O programa tem a meta de revelar como a tecnologia pode contribuir para a melhoria da produtividade, performance e sustentabilidade dos negócios agrícolas. No Brasil também existem iniciativas como a da fazenda inteligente, porém o nível de automação por aqui ainda é baixo devido aos altos custos.