Foi anunciado pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria, no último dia 18 de agosto que o leilão do 5G no Brasil deve ser realizado em outubro. A previsão do ministro foi feita após o julgamento do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre validade das regras do edital do leilão. 

Em coletiva de imprensa, Faria disse que não é possível precisar o dia exato do leilão, mas explicou que a após decisão final do TCU, o edital será encaminhado à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e publicado em até sete dias. Dessa forma, o leilão poderá ser realizado em 30 dias. O certame deve atrair cerca de R$ 40 bilhões em investimentos. 

“Estamos falando entre o final de setembro e a primeira quinzena de outubro. No mais tardar, em outubro, nós teremos a realização do leilão”, afirmou. O ministro também destacou a importância da adoção do 5G no país e disse que tecnologia vai permitir avanços em diversos setores. 

“Todas as localidades do Brasil acima de 600 habitantes receberão internet, onde iremos abranger todas as escolas, todos os hospitais, postos de saúde”, informou. 

Mais cedo, a maioria dos ministros do TCU votou a favor da aprovação do edital, mas o julgamento foi suspenso por um pedido de vista. A análise deve ser retomada na semana que vem. 

O leilão é considerado o maior da história do Brasil em banda larga. A previsão é a de que cerca de 45 bilhões de reais sejam movimentados, levando a tecnologia a todas as 27 capitais do país até julho de 2022, segundo expectativas do governo.

(Com Informações de Agência Brasil e Notícias Agrícolas)