O Ecossistema de Inovação de Londrina apresentou recentemente, ao superintendente geral de Inovação do Estado do Paraná, Marcelo Rangel, ações para viabilizar políticas públicas que contribuam para a aceleração de projetos de inovação no estado. A cidade já possui diversas iniciativas estruturadas e espera contar com o apoio estadual.

Rangel, que assumiu recentemente o cargo de superintendente, já demonstrou interesse na melhoria da qualidade de vida da população através de iniciativas de inovação. A reunião durou cerca de três horas e as expectativas são altas em relação ao investimento do governo.

À Folha de Londrina, o secretário municipal de Governo, Alex Canziani, revelou que espera transformar Londrina na capital nacional da tecnologia no agronegócio. A cidade já possui projetos inovadores, voltados às áreas de saúde, agronegócio, audiovisual e construção civil, que podem ser impulsionados pelo Governo do Paraná. A parceria com o Estado é muito importante para esses projetos, já que ele é a maior fonte de recursos para isso.

“Londrina é muito organizada quando se fala em inovação. São dez verticais com governança própria, política própria e diretoria constituída, revelou Fabian Bordon Trelha, diretor comercial da CTD (Companhia de Tecnologia e Desenvolvimento), empresa criada a partir de uma lei municipal aprovada em 2019 e que é uma spin off da Sercomtel Telecom.

Em março a Prefeitura de Londrina regulamentou o programa Sandbox. Ele permite a realização testes de inovações científicas, empreendedoras e tecnológicas no município. Londrina possui ainda uma aceleradora que permite que empresas que estão preparando softwares para a área governamental possam receber recursos.

O coordenador do Ecossistema Inovação Agro, Jorge Hiraiwa, pretende buscar a consolidação do ecossistema como um todo para poder divulgar o Tecnocentro. “Quando você tangibiliza um hub, por exemplo, um local onde as startups podem chegar e fazer negócios para valer com empresas e cooperativas, aí sim consolida como um todo e pode fluir melhor”, revelou Hiraiwa.