fbpx
Escolha uma Página

A importância da inovação no cooperativismo

por | 29 jun 2020 | Inovação

Se existe uma característica comum a todos os países com altos índices de desenvolvimento econômico e social, é o histórico de investimentos maciços em ciência, tecnologia e principalmente em inovação.

Em um ambiente econômico veloz, conectado e muito globalizado, os desafios do aumento da competitividade com sustentabilidade nas organizações, de todos os portes e setores, nunca foram tão complexos.

Nos últimos anos, têm se falado e feito muito sobre inovação no cooperativismo brasileiro, que investiu muito nessas áreas e em novos modelos de gestão para crescer.

O que é inovação?

A inovação vai muito mais além do que ciência e tecnologia. Consiste em encontrar soluções para resolver os problemas reais das pessoas, e também em transformar, de forma sistemática e estratégica, conhecimentos novos em resultados de negócio.

Não se pode falar em inovação sem medir resultados efetivos de lucratividade para um determinado negócio.Além disso, é necessário desmistificar a inovação. E o primeiro passo é entender que inovação é diferente de invenção.

Enquanto invenção pode ser definida como uma nova forma de se fazer algo, inovação está ligada à transformação na percepção de valor.

Inovar é a palavra que se deve usar quando falamos de cooperativa. É assim que a mudança acontece, unindo ideias simples para resolver problemas complexos.

Crescimento do Cooperativismo no mundo

De acordo com dados coletados estudos da Aliança Cooperativa Internacional, o cooperativismo vem crescendo a cada ano no mundo inteiro.

São mais de 100 países que existem cooperativas, o que gera em torno de 280 milhões de empregos diretos e é responsável por parte significativa do PIB de diversas nações.

Entre as maiores cooperativas, 100 estão nas Américas, 159 na Europa, 28 na Ásia e 13 na Oceania, sendo 117 são de seguros, 95 agropecuárias, 53 de consumo, 21 de crédito e, três, de saúde.

Cooperativismo no Brasil

Segundo o Anuário do Cooperativismo Brasileiro, editado pela OCB, se consideramos o número de cooperados, empregados de cooperativas, familiares de ambas as categorias e, ainda, o número de fornecedores, podemos afirmar que pelo menos 25% da população do país estão ligados diretamente ao cooperativismo.

Só no agropecuário, temos mais de 1600 cooperativas e 1 milhão de cooperados. Número de empregados registrou crescimento de 16% no período de 2014 a 2018.

Inovação no cooperativismo

A inovação no cooperativismo traz na sua identidade, todos os ingredientes necessários ao desenvolvimento sistemático da transformação. As primeiras cooperativas, que surgiram em resposta à Revolução Industrial na época, já nasceram inovadoras.

A inovação contribuiu para a criação de valores conhecidos no cooperativismo: colaboração, sustentabilidade, igualdade e compartilhamento.

Cooperar é “atuar com outros para um mesmo fim; contribuir com trabalho, esforços, auxílio; colaborar”, o que significa que as cooperativas, indispensavelmente, difundem por meio dos seus valores, os comportamentos fundamentais do diálogo e da aprendizagem colaborativa, extremamente essenciais ao processo de inovação.

Quando o assunto é inovação no cooperativismo, as novidades que ocorrem só provam que ele é um modelo econômico diferenciado desde sua essência.

Como inovar através de cooperativas?

Para que continuem inovadoras, as cooperativas necessitam continuar oferecendo soluções para os desafios que seguem aparecendo.

É importante se adaptar ao novo, criar alternativas para que o fluxo decisório interno não seja um impedimento à inovação no cooperativismo, que tende a ganhar força em organizações ágeis e com estruturas flexíveis.

O que é necessário?

É imprescindível para que a inovação no cooperativismo aconteça, é ter uma liderança que fomente a inovação. Além disso, é fundamental empenhar esforços para promover a mudança de pensamento e de cultura.

Para inovar e praticar a disrupção, é primordial escutar as pessoas, entender suas dores e anseios. Se colocar no lugar do próximo é o primeiro passo para a inovação.

Um erro muito comum nas cooperativas é focar somente nas tecnologias. Às vezes, as pessoas buscam soluções mirabolantes para problemas que podem ser resolvidos de forma simples.

Há iniciativas setoriais criadas para dar suporte a projetos de inovação em cooperativas. Uma delas é o Programa de Inovação para o Cooperativismo Paranaense, do Sistema Ocepar.

Posts relacionados

Gestão no agronegócio em tempo de crise

Gestão no agronegócio em tempo de crise

Passar por momentos de crise em uma organização, definitivamente não uma tarefa fácil. Aliás, mediante à uma das maiores crises econômicas que o mundo já enfrentou, é normal gerar diversas dúvidas, principalmente quando falamos sobre a gestão no agronegócio. O abalo...

A vida é boa na fazenda “The Family Pig”

A vida é boa na fazenda “The Family Pig”

Grupos de quatro porcas cuidam dos filhotes juntos e os leitões aprendem a fazer xixi no urinol. Em Venhorst, na província holandesa de Brabant, um consórcio está pesquisando um projeto inovador de galpão ecologicamente correto e livre de maus tratos chamado “The...

O campo brasileiro caminha para ter uma conexão plena de internet

O campo brasileiro caminha para ter uma conexão plena de internet

Esta semana um grupo de empresas fez a coletiva de imprensa da ConectarAGRO. A iniciativa já tinha sido apresentada em 2019, em uma feira em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, mas, agora, foi formalizada em uma associação. A ideia é que o campo tenha acesso à...