A tecnologia está promovendo grandes avanços em diversas áreas. Na saúde, uma das inovações das recentes é um adesivo do tamanho de um selo que é capaz de produzir imagens de ultrassom de alta qualidade por celulares. Os engenheiros do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), responsáveis pela criação, divulgaram seu trabalho na Science, uma importante revista científica.

Na estudo realizado, o dispositivo produziu imagens de alta resolução que mostraram alterações nos vasos sanguíneos, órgãos e músculos em voluntários que realizaram diferentes atividades físicas.

Um lado do dispositivo contém hidrogel sólido – a substância em sua forma líquida é usada para o ultrassom tradicional. O outro lado é composto por transdutores que enviam ondas sonoras e traduzem sinais ecoados em imagens. os engenheiros afirmaram que a saída visual de alta qualidade do adesivo pode apoiar a observação da progressão de tumores e o diagnóstico de doenças.

Reprodução: Forbes

Com este sistema inovador, é possível que mulheres grávidas observem o desenvolvimento de seus fetos no útero, e os atletas monitorem sua atividade cardíaca e muscular.

O próximo passo agora é desenvolver uma versão sem fio. Os engenheiros já estão trabalhando nisso. O adesivo se comunicaria com telefones celulares utilizando algoritmos de inteligência artificial. A ideia é ter algo tão acessível quando ir à farmácia comprar um esparadrapo.

(Informações da Forbes)