Meteorologistas chineses lançaram recentemente serviços de monitoramento e avaliação para distribuição de trigo de inverno em todo o país, baseados em tecnologia de satélite de sensoriamento remoto. O objetivo, segundo os criadores, é resolver problemas de falta de precisão em previsões meteorológicas para a produção de grãos.

Segundo o pesquisador associado do Centro Meteorológico Nacional de Satélites responsável pelo projeto, Zhang Mingwei, o serviço de satélite ofereceria não apenas o mapa de distribuição do trigo de inverno e dados sobre a área de plantio em diferentes regiões, mas também relatórios dinâmicos de mudanças anuais de distribuição. Essas informações dariam suporte às previsões de produção de grãos de verão e avaliação do impacto de desastres climáticos.

Os responsáveis afirmam que a precisão do monitoramento atingiu uma resolução de 30 metros do espaço. Os departamentos de meteorologia nos níveis nacional, provincial, municipal e distrital, então, uniram forças para promover essas aplicações de tecnologia de satélite.

O satélite Gaofen-6 é o primeiro satélite de observação agrícola de alta precisão da China, tem uma resolução de até 2 metros e pode identificar diferentes culturas, como trigo e feijão, com base em suas características espectrais.

O avanço do país em tecnologia e aplicações de satélite estão tornando possível resolver os problemas anteriores.

(Com informações de Agrolink)