Você sabe o que é o colostro? Trata-se do primeiro pré-leite, alimento rico em nutrientes produzidos pelos mamíferos para seus recém nascidos. É o melhor alimento que um bebê pode ter ao nascer. Mas, e se nós pudéssemos desfrutar de seus benefícios depois de adultos? Esse é o desafio que a Maolac, uma startup israelense pre-revenue (estágio onde a startup ainda não está gerando receita) , propôs.

A empresa é a primeira empresa do mundo a identificar e extrair proteínas funcionais do colostro bovino, que são 95% equivalentes às encontradas no colostro humano. “Percebi que, se eu pudesse decifrar o código do leite materno – que é repleto de proteínas funcionais – certamente poderia torná-lo mais acessível a todos, e não apenas aos bebês”, contou Maya Ashkenazi, CEO da empresa que teve o primeiro insight enquanto amamentava seu filho.

A intenção principal com o projeto é levar os benefícios do leite materno atletas, idosos e até animais domésticos. “Percebi que, se eu pudesse decifrar o código do leite materno – que é repleto de proteínas funcionais – certamente poderia torná-lo mais acessível a todos, e não apenas aos bebês”, disse.

Foi então que Ashkenazi e seus colegas criaram um superalimento rico em proteínas a partir do colostro bovino. “Existem mais de cinco bilhões de litros de colostro em todo o mundo que são jogados fora a cada ano. A Maolac será a primeira empresa a reciclar o colostro. Estamos criando algo novo a partir de algo que é basicamente desperdício”, falou orgulhosa.

De acordo com a empresa, os produtos da Maolac serão comercializados internacionalmente para fabricantes de alimentos como um aditivo insípido e inodoro para seus próprios alimentos – de iogurte, sorvete e cereais a pão, massas e barras energéticas.

“A Maolac combina quantidades fracionárias de proteínas específicas em uma variedade de fórmulas que se mostraram mais eficazes do que o colostro ‘como ele é’ na regulação de infecções humanas, inflamação e sistema imunológico”, disse Jacob Rachmilewitz, pesquisador principal do Instituto de Terapia Gênica. do Hospital Hadassah em Jerusalém.

O colostro bovino já é vendido no mercado como suplemento dietético. Mas a verdade é que ele não é muito útil para humanos em sua forma bruta. “A verdade é que só é bom para bezerros. Ele não ajuda e pode até prejudicar os humanos”, disse ela. Usando uma tecnologia própria de extração, “a Maolac identifica e extrai apenas as proteínas relevantes e mais biossimilares, aumentando sua potência para resolver problemas de saúde específicos”, revelou a CEO.

O que tem no colostro bovino?

A empresa isolou, extraiu e classificou 1.500 proteínas bioativas no colostro bovino, 400 das quais são 95% biossimilares ao leite materno humano, criando combinações que contêm até 20 dessas proteínas para apoiar funções imunológicas específicas.

O primeiro piloto orientado ao consumidor da Maolac será lançado este ano e será seguido por ensaios clínicos. Este piloto incluirá uma cadeia de suprimentos em larga escala e um processo de fabricação para produtos Maolac, incluindo um anti-inflamatório especialmente adequado para atletas e um probiótico de próxima geração para apoiar a saúde intestinal.

Já o lançamento comercial completo está previsto para o início de 2023.

(Com informações MilkPoint)