Uma startup israelense inovou ao produzir, pela primeira vez, cortes inteiros de carne vegetal em impressora 3d. A Redefine Meat expandiu as operações para a Europa e espera, até o final de 2022, chegar a milhares de restaurantes pelo continente.

De acordo com informações do G1, a receita leva uma mistura de proteína de soja e ervilha, grão de bico, beterraba, leveduras nutricionais e gordura de coco. O resultado é uma carne que imita muito bem o bife de flanco.

Para o cofundador e diretor de negócios da empresa, Adam Lahav, trata-se do “Santo Graal” da carne alternativa. “Esta é a primeira vez que uma empresa pode lançar uma alternativa de carne inteira cortada no mercado que se comporta exatamente como a carne”, disse.

A impressão em 3d desses cortes maiores são mais complicados e ainda estão em evolução, mas a empresa já planeja construir fábricas em Israel, na Europa, nos Estados Unidos e na Ásia nos próximos anos.

Competitividade no mercado

De acordo com estimativas do Barclays, um banco Britânico multinacional, as vendas no setor podem chegar a US$ 140 bilhões em 2029. Isso representa cerca de 10% do mercado mundial de carnes.

Atualmente os principais concorrentes neste setor são a Beyond Meat BYND.O da Califórnia e a Impossible Foods e Novameat da Espanha.

(Com informações do G1)