Bunge e CP Foods Testam Plataforma de Blockchain para Rastrear Soja Exportada do Brasil

A Bunge e a CP Foods iniciaram testes com uma plataforma de blockchain para rastrear a soja exportada do Brasil para a Tailândia. Até agora, 185 mil toneladas de farelo de soja foram embarcadas em três navios, marcando o início de uma iniciativa que busca transformar a cadeia de abastecimento agrícola.

A tecnologia de blockchain utilizada permite rastrear a soja desde a origem nas fazendas brasileiras até seu destino final na Tailândia. Isso garante maior transparência e sustentabilidade em todo o processo, respondendo à crescente demanda por práticas agrícolas mais responsáveis e ecologicamente corretas.

Leia também: China Compra Soja Americana Após Mudança Surpresa de Impostos no Brasil

Essa iniciativa é parte de um esforço maior para alcançar cadeias de abastecimento 100% livres de desmatamento até 2025. Ao utilizar o blockchain, a Bunge e a CP Foods podem assegurar que cada etapa da produção e transporte da soja é monitorada e registrada de maneira segura e imutável, prevenindo práticas ilegais e assegurando a conformidade com as normas ambientais.

A plataforma de blockchain também facilita a verificação independente e a auditoria de dados, proporcionando confiança aos consumidores e parceiros comerciais sobre a origem e os métodos de produção da soja. Este movimento é um passo significativo em direção à sustentabilidade e pode servir como um modelo para outras empresas do setor agrícola.

Benefícios do Blockchain na Cadeia de Abastecimento

  • Transparência: Permite que todas as partes envolvidas visualizem o caminho completo do produto, desde a fazenda até o destino final.
  • Sustentabilidade: Garante práticas agrícolas responsáveis, contribuindo para a meta de cadeias de abastecimento livres de desmatamento.
  • Segurança: Dados imutáveis garantem que as informações sobre a origem e o transporte da soja sejam precisas e confiáveis.
  • Eficiência: Simplifica o processo de verificação e auditoria, reduzindo a burocracia e melhorando a resposta a possíveis problemas.

A implementação dessa tecnologia representa um avanço significativo na busca por cadeias de fornecimento mais sustentáveis e transparentes, colocando a Bunge e a CP Foods na vanguarda da inovação no setor agrícola.

Fonte/Crédito: Telo News

Previous
Next

Gostou? Compartilhe!

Previous
Next

Últimas notícias

Conteúdos gratuitos

A Digital Agro é uma plataforma completa com várias iniciativas em tecnologia e inovação para o campo. Inscreva-se para receber gratuitamente o conteúdo e ficar por dentro das novidades do agro.