fbpx
Escolha uma Página

Inovações e tecnologias na produção de leite no Brasil

por | 12 ago 2020 | Inovação

O setor leiteiro tem um importante papel na ordem econômica e social do agronegócio brasileiro, com uma participação significativa no PIB da pecuária. As inovações e tecnologias na produção de leite são grandes responsáveis por isso.

Além disso, o setor vem apresentando profundas transformações nas últimas décadas, como a mudança considerável no mix de produtos, caracterizada pelo crescimento do desempenho do setor lácteo formal. Em 2019, teve um aumento de 2,3% sobre 2018, pelo menos em termos físicos.

Outro dado importante, é que, segundo o IBGE, na Pesquisa da Pecuária Municipal, o Brasil produziu, em 2018, quase 34 bilhões de litros do produtor, o que representa 4% da produção mundial.

Avanços tecnológicos na atividade leiteira no Brasil

As inovações e tecnologias na produção de leite não param de crescer no país e mostram a cada dia, o quão são fundamentais para o crescimento do setor.

No manejo com os animais, como no momento da ordenha, vem aumentando significativamente o uso de robôs. Ligados 24h por dia, 7 dias por semana, eles fazem a ordenha por demanda, ou seja, as vacas escolhem quando querem ser ordenhadas. Outro fato interessante, é que elas também buscam os robôs quando querem comer.

Além desses benefícios de cruzamento de informações e da diminuição ao depender de mão de obra, levamos em conta a qualidade de vida do animal: o uso de robôs tem menor agitação entre os animais, diminuindo assim o estresse.

O uso da inseminação artificial, associada às diversas inovações lançadas nos últimos anos, também é outro ponto fundamental para tornar a pecuária mais eficiente e rentável.

Inovações e tecnologias na produção de leite, como a genômica e a FIV (Fertilização In Vitro), mudaram o melhoramento genético, permitindo apenas que os melhores animais tenham sua genética multiplicada no rebanho.

Tecnologia 4.0 na pecuária

Para entender o significado de “Tecnologia 4.0” ou “Pecuária 4.0”, é preciso esclarecer o que significa esse “4.0”.

O 4.0 indica que os métodos usados no sistema de produção, estão concordantes com as mudanças das inovações e tecnologias na produção de leite, proporcionadas pela 4ª Revolução Industrial, conforme detalhamos abaixo:

  • 1ª Revolução Industrial (1780): surgimento das máquinas a vapor e do tear mecânico;
  • 2ª Revolução Industrial (1870): uso do aço, da energia elétrica e de combustíveis derivados do petróleo;
  • 3ª Revolução Industrial (1970): desenvolvimento da eletrônica, de sistemas computadorizados e robóticos;
  • 4ª Revolução industrial (anos 2000): sistemas ciber-físicos, uso da Internet das Coisas (IoT) e processos de produção descentralizados.

Em quais processos da produção a tecnologia pode ser aplicada?

A Pecuária 4.0 tem alterado o funcionamento das fazendas e facilitado a vida dos trabalhadores rurais. Com as inovações e tecnologias na produção de leite, é possível otimizar a produção até mesmo dos microempreendedores.

Os pequenos e médios produtores têm, como por exemplo, elementos como chips, leitores de códigos de barras, etiquetas RFID – Identificação por radiofrequência, painéis de LED, drones, tablets e amplo acesso à internet.

Com toda essa tecnologia, é possível rastrear o rebanho com exatidão e automatizar a fabricação e o fornecimento de ração com a leitura eletrônica.

Além disso, há colares com sensores que captam online todas as manifestações e anormalidades de cada vaca. O registro é feito em softwares, que processam as informações e montam relatórios com base nesses dados, permitindo tomadas de decisão mais assertivas.

Quais os benefícios de investir na Pecuária 4.0?

Pontuamos abaixo alguns dos principais benefícios que a Pecuária 4.0 traz para o campo e principalmente, para o produtor rural.

Aumento do faturamento: maior produtividade e menor desperdício de recursos;

Melhora a produtividade: permite que o produtor alcance a máxima eficiência em todos os métodos na fazenda. Isso potencializará o desempenho dos animais, pois assim, produzem mais, melhor e em menos tempo.

Maior controle sobre a qualidade e a seguridade do leite;

Diminuição na ocorrência de falhas: com softwares e aplicativos para o controle da produção, as planilhas manuais são substituídas. Isso permite que o acompanhamento em tempo real da produtividade do rebanho, sendo possível identificar falhas com maior eficácia;

Conclusão:

Depois de todos esses benefícios, percebemos que é inevitável ficar de fora.

É notável que a Pecuária 4.0 tem revolucionado o agronegócio, incorporando novos profissionais e modernizando a produção de animais.

Portanto, o produtor que souber aproveitar os recursos que as inovações e tecnologias na produção de leite trazem, terá seu lugar garantido no mercado e possivelmente ampliará sua margem de lucro.

Posts relacionados

Brasil produz alimentos para o mundo com segurança

Brasil produz alimentos para o mundo com segurança

Muitos questionam se é possível o Brasil produzir alimentos para todo o país e ainda exportar para mais de 1,2 bilhão de habitantes em todo o mundo e com sustentabilidade. A resposta é sim.