O metaverso morreu? Pesquisa mostra que os investidores ainda estão otimistas com a tecnologia

O metaverso morreu? Há pouquíssimo tempo atrás ele representava uma inovação promissora. No auge da pandemia, inclusive, diversas empresas fizeram investimentos milionários na tecnologia. Contudo, com o passar do tempo e o surgimento de outras tecnologias, a novidade foi perdendo espaço. Mas, indo na contramão desse pensamento, o estudo “KPMG metaverse investor perspectives” revelou que os investidores ainda estão otimistas em relação ao metaverso.

De acordo com a pesquisa, a maioria dos entrevistados (63%) está disposta a aumentar os investimentos no metaverso nos próximos cinco anos. Outro dato interessante revelado é que mais de 90% das pessoas acreditam nele como sendo a próxima fase da internet e vislumbram um futuro em que esse recurso será cada vez mais utilizado para reuniões de trabalho, treinamentos e experiências de aprendizado.

O estudo mostra que os investimentos na tecnologia podem aumentar. Mais da metade (53%) dos que responderam a pesquisa estão dispostos a direcionar mais investimentos para o metaverso do que para qualquer outra tecnologia, como criptoativos (44%), Nuvem (43%), Inteligência Artificial (42%), mídias sociais (41%), e Internet das Coisas (40%).

“É interessante que esse otimismo se mantenha independentemente do cenário macroeconômico e do lento engajamento do consumidor, que ainda não frequenta o metaverso de uma forma abrangente. Os investidores avaliam que isso tende a mudar, por isso se antecipam e apostam nessa tecnologia”, afirma Thammy Marcato, sócia-diretora de Inovação e Transformação da KPMG no Brasil e cofundadora da KPMG e Distrito Leap.

O metaverso é visto como oportunidade de negócio e investimento para os entrevistados. Para metade deles, um único investimento no metaverso vai de US$ 1 milhão a US$ 9,9 milhões. Para eles, esses valores podem crescer ainda mais, chegando a US$ 50 milhões. E mais do que isso, 36% deles temem perder oportunidades caso não invistam nesse ambiente alternativo.

Em relação às regulamentações e seus potenciais impactos sobre a confiança dos investidores, apenas um quinto dos respondentes afirmou que a existência de regulamentações mais rígidas não influencia sua confiança. Ainda, os investidores estão atentos à necessidade de haver melhor interoperabilidade entre as plataformas do metaverso, à importância de uma adoção mais ampla para fins profissionais, e à disponibilização de hardwares mais acessíveis.

(Com informações da assessoria de imprensa)

Previous
Next

Gostou? Compartilhe!

Previous
Next

Últimas notícias

Conteúdos gratuitos

A Digital Agro é uma plataforma completa com várias iniciativas em tecnologia e inovação para o campo. Inscreva-se para receber gratuitamente o conteúdo e ficar por dentro das novidades do agro.