A Farmers Bussiness Network (FBN), startup unicórnio dos Estados Unidos, anunciou recentemente a sua chegada ao Brasil. Isso acontece após a empresa anunciar uma uma rodada de investimento series G de US$ 300 milhões, liderada pela Fidelity Investments e acompanhada pela Archer Daniels Midland (ADM). Com isso, a agtech atingiu um total de US$ 870 milhões captados desde a sua fundação, que ocorreu em 2014. Seu valuation, ou seja, valor total de mercado, atingiu a marca de US$ 3,9 bilhões.

O executivo Felipe Yazbek esteve recentemente no Brasil estudando o cenário nacional. “O meu trabalho é o de encontrar novas oportunidades para o FBN. Estamos olhando o Brasil e a Índia, que são dois grandes players em agronegócio”, disse. Ele afirmou que o país é uma potência no agronegócio, movimentando R$ 1,98 trilhão em 2020, e não pode ser descartado.

Antônio Moreira Salles e Julio Benetti, fundadores e gestores do Mandi Ventures, fundo de venture capital especializado em agronegócio e investidor da FBN ajudam na transição. “Estamos explicando para eles as questões legais, jurídicas e regulatórias. Além disso, estamos colocando-os em contrato com os profissionais que entendem de agro no Brasil, municiando de estudos de mercado, análise de concorrência”, diz Moreira Salles.

Atualmente a startup conta com 33 mil produtores agrícolas dos Estados Unidos, Canadá e Austrália conectados em sua plataforma.receber um investimento de US$ 300 milhões.

(Com informações de Agrolink)