Um “sinal de rádio” vindo do centro da Via Láctea está intrigando especialistas. Captado pela primeira vez em 2019, o misterioso fenômeno foi batizado de “ASKAP J173608.2-321635” e ainda não foi identificado. Existe vida fora da terra? Essa pergunta, que ronda a cabeça dos seres humanos há muito tempo, parece ainda estar longe de ser respondida.

De acordo com pesquisadores do Astrophysical Journal, esses sinais não se enquadram em nenhum padrão atualmente compreendido e podem sugerir uma nova classe de objeto estelar. Contudo, tem muita gente por aí que acredita ser algum tipo de mensagem enviada por uma “civilização alienígena”.

Como é o sinal?

A intensidade do sinal sofre grandes variações. Ela aparece e, de hora para outra, desaparece e reaparece novamente, como se alguém estivesse ligando e desligando a “energia”. Apesar disso já ser intrigante, o que mais chama a atenção dos especialistas é que ele apresenta uma elevada polarização. Quer dizer, as ondas eletromagnéticas oscilam de forma ordenada, apenas em uma direção. As fontes naturais de rádio possuem ondas que oscilam aleatoriamente.

Alô, aliens?

Se você já está pensando no look que vai usar para encontrar os aliens, pode ir com calma. Estudiosos do fenômeno estão pautados em duas hipóteses: uma delas é de que o ASKAP J173608.2-321635 seja uma classe completamente nova de objeto estelar, algo que nunca tinha sido encontrado até então.

A outra tem a ver com a localização do objeto. Ele está localizado no centro da galáxia, então acredita-se que seja algo já conhecido, mas que esteja sujeito às grandes forças detectadas anteriormente na região, que incluem a possível existência de um buraco negro super massivo bem no centro, algo já teorizado por astrônomos, graças a emissões conhecidas como “arrotos cósmicos”, ejeções de parte da poeira cósmica absorvida pelo seu campo gravitacional.

Seja lá o que for, estamos curiosíssimos pelo desfecho desse mistério!

(Com informações de Olhar Digital e Meio Bit)